Séries

Stranger Things: Projeto Nina E O Mundo Real, Explicado

Este artigo contém spoilers da 4ª temporada de Stranger Things, Volume 1.

A 4ª temporada de Stranger Things vê Eleven reviver seu passado usando o Projeto Nina, uma experiência que parece quase uma viagem no tempo. Stranger Things, da Netflix, sempre teve raízes perturbadoras no mundo real. A 1ª temporada introduziu os espectadores aos experimentos que estão sendo conduzidos no Laboratório Hawkins pelo Dr. Martin Brenner, um cientista aparentemente implacável que insistiu que Eleven se referisse a ele como “Papai”. Os experimentos de Brenner estavam ligados ao Projeto MKUltra do mundo real, uma iniciativa da CIA que experimentou técnicas perturbadoras, incluindo drogas, controle da mente e privação sensorial.

Acreditava-se que Brenner havia sido morto pelo Demogorgon na 1ª temporada de Stranger Things, mas a segunda temporada revelou que ele sobreviveu. Brenner retorna em Stranger Things 4ª temporada, com Sam Owens – o homem encarregado de conter eventos em Hawkins – trabalhando com ele no projeto secreto Nina. Isso foi imaginado como uma ferramenta dramática para ajudar Eleven a processar traumas reprimidos e, assim, recuperar seus poderes.

O Projeto Nina permite que Eleven reviva seu passado de uma maneira que, para ela, parece quase uma viagem no tempo. Surpreendentemente, como muitas ideias em Stranger Things, ele também tem suas raízes na ciência do mundo real – embora tenha sido alterado um pouco para a série. Aqui está o que se sabe atualmente sobre o Projeto Nina.

A História Do Projeto Nina Explicada

Stranger Things: Projeto Nina E O Mundo Real, Explicado

O Projeto MKUltra testou o uso de privação sensorial para tentar reprogramar as pessoas e transformá-las em agentes adormecidos Candidatos da Manchúria (Ásia), mas esses experimentos estavam longe de ser bem-sucedidos. Dr. Martin Brenner parece ter dado um passo adiante, entretanto, tendo a ideia de usar a privação sensorial como uma ferramenta para processar o trauma. Esta é uma ferramenta terapêutica real usada no mundo moderno, particularmente com pessoas que sofrem de TEPT. Ele recebeu uma nova adição, no entanto, com telas ao redor do tanque exibindo imagens de segurança do Hawkins Lab. Brenner usa essas filmagens para controlar as memórias de Eleven, confrontando-a com filmagens de um determinado dia e, em seguida, encorajando-a a fechar os olhos e processar as memórias reprimidas. Um capacete básico de EEG é colocado ao redor da cabeça de Eleven para permitir que Brenner entenda como sua mente está funcionando.

Como Eleven recupera seus poderes em Stranger Things quarta temporada

Stranger Things: Projeto Nina E O Mundo Real, Explicado

De acordo com Owens, o único objetivo do Projeto Nina é encontrar uma maneira de restaurar os poderes de Eleven. A 4ª temporada de Stranger Things vê o Dr. Brenner sugerir que Eleven perdeu seus poderes de maneira semelhante a algumas pessoas que sofreram um acidente vascular cerebral e experimentaram mudança de caráter, perda de habilidades e fala prejudicada. Ele acredita que a chave para restaurar Eleven é forçá-la a reviver sua memória suprimida, permitindo que ela passe pelas experiências que desbloquearam todo o seu potencial em primeiro lugar. Isso culmina no episódio 7 da quarta temporada de Stranger Things, no qual Eleven se lembra da verdadeira história.

É interessante notar que o Projeto Nina do Dr. Brenner é uma extensão do tanque de privação sensorial que ele usou no Laboratório Hawkins. Memórias reprimidas podem ser melhor recuperadas quando o cérebro está em um estado semelhante ao que eles foram formados, e assim o tanque de privação sensorial é em si uma ligação direta entre a história de origem de Eleven. Dado que este é o caso, não é surpresa que a técnica funcione, ajudando Eleven a confrontar seus demônios interiores.

O Projeto Nina É Viagem No Tempo?

Stranger Things: Projeto Nina E O Mundo Real, Explicado

Por meio de Eleven, Os espectadores  vivenciam o Projeto Nina como se fosse quase uma forma de viagem no tempo. Em termos narrativos, esta é uma abordagem inteligente; ele permite que os Duffer Brothers entreguem um infodump (um tipo de Exposição que é particularmente longa ou falada) que ainda parece “mostre, não conte”. A sensação de viagem no tempo é agravada pelo fato de Vecna estar falando com Nancy no mundo invertido, onde o tempo parece fluir de forma diferente e estar parado em 1983 – o ano em que Onze abriu o Portão. Mas, é claro, na realidade o Projeto Nina não é uma viagem no tempo; é simplesmente uma janela para as memórias reprimidas de Eleven, experiências tão traumáticas que sua mente as escondeu dela em um ato de autodefesa. Dr. Brenner provavelmente está certo em acreditar que Eleven deve confrontar essas memórias para recuperar seus poderes na quarta temporada de Stranger Things.

 

 

Acelino Silva

Sou um amante de séries, filmes, games, doramas, k-pop, animes e tudo relacionado a cultura pop, nerd e geek.

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo