Críticas

Fuja: Leia nossa crítica do novo suspense da Netflix

Sarah Paulson brilha no novo suspense e thriller da Netflix Fuja (Run) e redefine o amor maternal em um filme tenso.

Leia nossa crítica sem spoiler.

Fuja (Run) é o mais novo filme de Sarah paulson lançado recentemente na plataforma da Netflix e uma produção original da Hulu. Chloe Sherman (Kiera Allen), a protagonista de Fuja, é uma adolescente diferentemente capaz que vive uma vida tranquila e reclusa com sua mãe Diane (Sarah Paulson) em sua casa rural no estado de Washington. Brilhante, talentosa e educada pela sua devota mãe Diane, Chloe tem sido atormentada por doenças desde o nascimento: diabetes, asma e arritmia cardíaca estão entre os problemas que ela lida diariamente, sem mencionar estar confinada a uma cadeira de rodas devido à perda de uso de suas pernas.

Todos estes problemas são apresentados logo no inicio do filme, e mostra toda a rotina da moça para lidar com estes problemas. No entanto, mãe e filha parecem levar uma vida até que feliz, mesmo que a mãe se afaste de alguns pedidos como de um iPhone por exemplo, e Chloe está desapontada por ainda não ter notícias da Universidade Estadual de Washington sobre sua aceitação na faculdade. Mas um dia Chloe descobre algo que não faz sentido, e de repente percebe que algo não está certo.

A atmosfera de Fuja é realmente bem tensa, prende a gente, e apesar de ser um filme digamos “previsível” em muitos aspectos ( até mesmo pelo trailer),  surpreende pela forma como é apresentado e dirigido.

Um dos pontos principais do filme sem dúvidas é o elenco, o entrosamento entre Sarah Paulson e a jovem Kiera Allen é fantásticos, faz você assistir e gostar muito do que esta assistindo,  não adianta o filme tem um belo roteiro, uma bela direção  e ter um elenco meia boca né? kk , a jovem tem um grande futuro no cinema.

Leia Também:   Todas as músicas de Rua Do Medo Parte 3: 1666

Fuja é o segundo longa-metragem do diretor e co-roteirista Aneesh Chaganty, cujo filme de estreia foi Searching (Chaganty escreveu ambos com o parceiro de produção Sev Ohanian). O último filme, feito por menos de US$ 1 milhão, foi ambientado inteiramente em telas de computador e smartphones e foi surpreendentemente bem sucedido, criando uma sensação generalizada de medo, mantendo o público desequilibrado com um enredo tortuoso e imprevisível.

Aqui a direção e a produção nos entregam um filme que sem dúvidas pode estar entre os melhores filmes do ano, não apenas na plataforma mas também em algumas premiações ( isso sou eu que estou dizendo ok? kkk). Você termina de ver o filme e sabe o que assistiu, não sente pontas soltas nem situações muito confusas que possam atrapalhar a experiência em geral e eu gosto disso sabe, ultimamente está cada vez mais difícil encontrar filmes que não façam a gente ficar com raiva ao terminar de ver.

A Lionsgate Films estava por trás da produção de Fuja e entregou-a ao Hulu em algum momento, como uma data de lançamento após a outra tornou-se insustentável durante os últimos oito meses devastados pelo COVID. Essa foi provavelmente uma jogada inteligente, já que Fuja é um filme relativamente pequeno que poderia se beneficiar de estar prontamente disponível para o público em casa.

No Brasil o filme teve seu lançamento na Netflix dia 01/04/2021, por tanto você ja pode assisti-lo.

Recomendamos muito este filme, vai te garantir uma boa dose de suspense e te prender na frente da telinha.

[automaticbacklinks]

 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo