Quadrinhos

As 10 histórias mais controversas da DC já lançadas

Nem todas as histórias que saíram do Universo DC serão amadas, mas como essas dez histórias mostram, algumas certamente serão lembradas por seus momentos mais polêmicos.

Embora o Universo DC tenha tido alguns contos verdadeiramente amados em sua história de quase um século, também teve algumas histórias que levantaram as sobrancelhas dos fãs. Tais histórias podem ser culpadas de abalar o status quo, apagar momentos-chave da história ou até mesmo matar personagens favoritos dos fãs.

Para ser justo, a controvérsia não torna uma história inerentemente ruim, já que alguns dos eventos mais chocantes podem ser encontrados em histórias em quadrinhos elogiadas pela crítica. De acabar com a história da DC a dar aos fãs o poder de matar um personagem, continue lendo para ver as histórias mais escandalosas da história da DC.

10 – Doomsday Clock

Doomsday Clock

Apesar do sucesso, Watchmen permaneceu separado do Universo DC por anos. Isso até a era Rebirth, que lentamente preparou o terreno para um crossover completo. Doomsday Clock trouxe vários personagens de Watchmen para um evento com os maiores heróis da DC. Entre ressuscitar o comediante e transformar Rorschach em um título legado, é justo dizer que ele tomou algumas decisões criativas que não foram exatamente abraçadas com carinho pelos leitores. Muitos fãs estão felizes apenas curtindo a história original de Watchmen, preferindo ignorar a continuação de três décadas depois.

9 – A piada mortal

a piada mortal coringa

The Killing Joke é um livro favorito dos fãs que faz um mergulho profundo na psicologia do inimigo final do Batman. No entanto, não foi sem momentos polêmicos, como o tratamento dado a Barbara Gordon. Como parte do plano do Coringa para enlouquecer o Comissário Gordon, o Coringa atira em Bárbara, paralisando-a, enquanto também a despe e a fotografa nua. É um evento desconfortável que alterou Bárbara para sempre e jogou nos tropos fridging pelos quais os quadrinhos são frequentemente criticados. Pelo que vale, até Moore lamentou sua decisão de mandar o Coringa filmar Bárbara.

8 – Amazons Attack!

amazons-attack-dc-comics

Quando se trata de eventos que têm uma má reputação no Universo DC, Amazons Attack! é muitas vezes trazido à tona. A Rainha Hipólita lança um ataque completo em Washington, DC, a fim de libertar a Mulher-Maravilha que havia sido capturada pelo Departamento de Assuntos Meta-Humanos. Não foi uma configuração ruim, mas o evento foi criticado pelos fãs por grande parte da ação acontecendo fora do painel e heróis agindo fora do personagem. Uma das poucas coisas positivas que saíram do evento foi Batman descobrindo o uso de vespas assassinas pelas amazonas, levando à reação digna de meme de “Bees. My God.”.

7 – Flashpoint

flashpoint-dc-comics

É a última história antes de a DC acabar com quase 75 anos de continuidade para um novo começo com os Novos 52. Flashpoint viu Barry Allen viajar no tempo para desfazer o assassinato de sua mãe nas mãos do Flash Reverso. No entanto, ao fazer isso, o Flash acaba criando uma linha do tempo fragmentada que estava perto de se despedaçar. Embora a história em si seja boa, é o final que geralmente fica na garra dos fãs. A fixação da linha do tempo por Barry permitiu que forças externas mexessem com a história e substituíssem os fãs da DCU por  –

6 – “A Death in the Family”

Batman-with-Robin-in-his-arms-on-the-cover-of-Death-of-the-Family

Jason Todd como Robin não era a xícara de chá de todo mundo, mas ele realmente conseguiu a ponta curta do pau durante este enredo. Como resultado de um recuo dos roteiristas, a decisão foi tomada para permitir o engajamento dos fãs em uma história do Batman. Depois que o Coringa impiedosamente venceu Jason com um pé de cabra e o trancou em um prédio explodindo, os leitores tiveram a oportunidade de discar um número e votar para salvar Jason ou deixá-lo morrer. Por uma pequena margem de algumas dezenas de votos, Jason Todd foi morto em uma das pesquisas de fãs mais chocantes da história dos quadrinhos.

5 – Countdown

As 10 histórias mais controversas da DC já lançadas

Anunciada pelo ex-editor-chefe da DC Dan Didio como “52 done right“, Countdown era uma série semanal destinada a levar até Final Crisis. No entanto, ao contrário de 52, que foi intrinsecamente tramado por vários grandes nomes da indústria, Countdown foi escrito por vários escritores cujas tramas não se encaixaram tão bem quanto seu antecessor. Sem mencionar que a trama de Countdown dependia muito de minisséries adicionais, bem como ligações com livros em andamento. A coisa verdadeiramente frustrante sobre Countdown é que, quando Final Crisis chegou, o novo evento relembrou fortemente grande parte dos eventos de Countdown, tornando toda a série inútil aos olhos dos fãs.

4 – Rise of Arsenal

As 10 histórias mais controversas da DC já lançadas

Não é incomum que os personagens sofram quedas em pontos de suas carreiras, mas Rise of Arsenal colocou Roy Harper em mais sofrimento do que o necessário. Após a minissérie Cry for Justice, a filha de Roy Harper, Lian, acaba de ser morta pelo vilão Prometheus, que também cortou o braço de Roy Harper e o infectou com nanitas. O trauma pelo qual Roy passou acaba fazendo com que o arqueiro volte para seu antigo vício em drogas, onde ele fica tão alto que realmente agride um pequeno grupo de criminosos vendo-os como Prometeu para proteger um gato morto que ele acredita ser sua filha. Uma leitura verdadeiramente frustrante para os fãs de longa data do personagem.

3 – Heróis em crise

As 10 histórias mais controversas da DC já lançadas

Os leitores ficaram felizes em ter Wally West de volta após uma ausência de anos durante os Novos 52. No entanto, West e seus fãs foram colocados em apuros quando Heroes in Crisis foi lançado. Uma série de assassinatos ocorre no Sanctuary, um centro de saúde mental para heróis, e as especulações sobre quem é o autor do crime correm soltas. Por fim, Wally é revelado como o assassino, uma decisão que irritou os fãs do personagem que tinha acabado de retornar na era Rebirth. Felizmente, os assassinatos já foram recuperados como resultado das ações do antigo inimigo de Wally, Savitar.

2 – “Emerald Twilight”

As 10 histórias mais controversas da DC já lançadas

Quando se trata de quedas de graça, nenhum herói caiu tão duro ou tão longe quanto o Lanterna Verde Hal Jordan. “Crepúsculo Esmeralda” viu Hal sendo levado à loucura de tristeza depois que Mongul e o Superman Ciborgue destruíram a casa do herói em Coast City. Em sua fúria, ele mata vários membros da Tropa dos Lanternas Verdes, os Guardiões do Universo e até mesmo seu arqui-inimigo, Sinestro. Tudo isso para simplificar o mito do Lanterna Verde e introduzir um Lanterna mais moderno na forma de Kyle Rayner. As ações de Hal foram reveladas mais tarde como sendo o resultado da possessão, mas isso não torna o assassinato de seu personagem menos bizarro ou chocante.

1 – Identity Crisis

As 10 histórias mais controversas da DC já lançadas

Crise de Identidade é lembrada por muitas coisas e poucas delas boas. O enredo aborda vários tópicos difíceis de discutir, como o assassinato e a agressão sexual da esposa do Homem Alongado, Sue Dibny. Também revelou que a Liga da Justiça tinha, em pelo menos duas ocasiões, apagado a mente de seus vilões e até mesmo de seus próprios companheiros de equipe. É uma história que tentou ter um olhar diferente sobre os heróis, mostrando que eles não estavam acima dos defeitos. Mas o tom abertamente sombrio e o material chocante superam qualquer nuance potencial e fazem com que a história se destaque como um exemplo clássico dos anos mais sombrios da DC.

Nem todas as histórias que saíram do Universo DC serão amadas, mas como essas dez histórias mostram, algumas certamente serão lembradas por seus momentos mais polêmicos.

 

Acelino Silva

Sou um amante de séries, filmes, games, doramas, k-pop, animes e tudo relacionado a cultura pop, nerd e geek.
Botão Voltar ao topo