Notícias

Estrela de Stranger Things se abre sobre racismo que experimentou dos fãs

Caleb McLaughlin, que interpreta Lucas Sinclair em Stranger Things, da Netflix, se abriu sobre o racismo que viveu quando jovem ator. Stranger Things, da Netflix, estreou sua 4ª temporada em um lançamento em duas partes no verão passado para críticas amplamente positivas, com a temporada final da série atualmente em andamento. A série de ficção científica é um dos programas mais populares e lucrativos da plataforma de streaming, quebrando consistentemente recordes de audiência e recebendo fortes críticas de críticos e público.

Embora Lucas tenha feito parte do elenco principal desde a 1ª temporada, o personagem de McLaughlin realmente teve seu tempo para brilhar na 4ª temporada de Stranger Things. Agora, em seus anos de ensino médio, Lucas se tornou parte do time de basquete da Hawkins High School e se distanciou de seus amigos, que se juntaram a um grupo de dungeons & dragons liderado pelo favorito dos fãs Eddie Munson, e de sua agora ex-namorada Max. Enquanto McLaughlin fez elogios por sua performance na 4ª temporada de Stranger Things, pois ele foi forçado a crescer mais rápido do que nunca e proteger Max, parece que ele não evitou alguma toxicidade de um certo subconjunto de público.

Enquanto aparecia em um Q & A na Heroes Comic Con Bélgica, Caleb McLaughlin, de Stranger Things, se abriu sobre o racismo que enfrentou no início de seu papel. O ator de Lucas disse que as experiências negativas o confundiram e “prejudicaram” ele no início de sua carreira de ator, além de deixá-lo confuso sobre porque ele não estava ganhando a mesma quantidade de seguidores de mídia social ou atenção positiva dos fãs como outros atores do programa. Veja o que McLaughlin disse durante as perguntas e respostas abaixo:

“Definitivamente, isso me afetou quando criança. Na minha primeira Comic-Con, algumas pessoas não ficaram na minha fila porque eu era negro. Algumas pessoas me disseram: ‘Oh, eu não queria estar na sua linha porque você foi malvada com Eleven [Millie Bobby Brown]’

Meus pais tiveram que dizer, ‘É a triste verdade, mas é porque você é a criança negra na série.’ Eu pensei Uau, isso é loucura. Porque nasci com essa linda pele de chocolate, não sou amado, mas é por isso que com minha plataforma quero espalhar positividade e amor, porque não quero devolver o ódio às pessoas que me odeiam.”

Estrela de Stranger Things se abre sobre racismo que experimentou dos fãs

A experiência de Stranger Things de Caleb McLaughlin continua a perturbar a tendência

McLaughlin não é o único ator negro que sofreu racismo descarado de sua própria base de fãs. Ainda na semana passada, a atriz e cantora Halle Bailey, que interpretará Ariel na adaptação live-action da Disney de A Pequena Sereia, falou sobre como comentários racistas a afetaram, optando por permitir que ela a empurrasse para entregar a melhor performance possível. Além disso, este mês vimos Ismael Cruz Córdova e Sophia Nomvete, protagonistas de O Senhor dos Anéis: Os Anéis do Poder, receber assédio e ameaças de fãs racistas após a estreia do programa. As estrelas da trilogia O Senhor dos Anéis, de Peter Jackson, já se pronunciaram em defesa de seus sucessores, entre outras celebridades.

Esta não é a primeira vez que McLaughlin fala sobre o racismo que ele vê desde que seu papel começou, com a estrela de Stranger Things tendo lembrado no verão passado o quanto do trauma explorado com Lucas em relação a Billy na 2ª temporada se conectou com suas próprias experiências com o público tóxico. A 4ª temporada de Stranger Things passou a explorar mais a história de Lucas, bem como as crenças conservadoras conturbadas de Hawkins, exemplificadas em sua mentalidade enquanto caçavam Eddie, acreditando nele como o assassino de Chrissy. Com provavelmente mais de um ano para a temporada final, pode-se esperar que McLaughlin continue enfrentando menos reação racista e mais do amor merecido por seu amado personagem.

Acelino Silva

Sou um amante de séries, filmes, games, doramas, k-pop, animes e tudo relacionado a cultura pop, nerd e geek.
Botão Voltar ao topo